Resultados do primeiro ciclo de trabalho do GT de Finanças Verdes
29/01/2018
GT Fintech – Resultados da Segunda Reunião Presencial
22/05/2018

GT de Títulos Verdes – Resultados da Terceira Reunião Presencial

No dia 07 de maio o GT de Títulos Verdes se reuniu para apresentar os resultados do segundo ciclo de trabalho. Ao longo deste período o grupo se voltou a realizar uma pesquisa sobre o mercado de títulos verdes no Brasil junto a investidores e emissores para entender as principais oportunidades e gargalos deste setor. Na reunião presencial foram apresentados os resultados parciais da análise e discutidas possíveis recomendações para o GT estruturar sua agenda de trabalho para o segundo ano do Lab.

Além disso, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) apresentou a discussão de alterações regulatórias em curso na instituição. As mudanças discutidas se referem a Resolução CMN nº 4.444/15 e Resolução CNSP nº 321/15 e tem por objetivo incorporar os princípios de responsabilidade ambiental, social e de governança (ASG) na regulamentação como forma de garantir que estes sejam observados pelos seus supervisionados.

Ainda tratando de regulamentação, o Banco Central (BC) apresentou a Letra Imobiliária Garantida (LIG), novo instrumento de captação para o financiamento do setor imobiliário que foi lançada em agosto de 2017 com a Resolução CMN nº 4.598. O BC concluiu a regulamentação do novo instrumento financeiro em maio deste ano. Esse instrumento equivale ao covered bond internacionalmente e tem como principal diferença em relação aos demais instrumentos a presença de dupla garantia. Ele foi apresentado ao GT como uma nova oportunidade para emissão de títulos verdes.

Foram apresentadas, ainda, iniciativas em andamento no Brasil que podem contribuir para impulsionar o mercado de títulos verdes nacional. O BNDES apresentou o processo de emissão internacional que realizou em 2017. A TNC, por sua vez, compartilhou o processo de emissão do Sustainable Landscape Bond que estão estruturando no momento. Por fim, a Moody’s apresentou sua visão como empresa de rating sobre esse mercado no Brasil, assim mostrou como incorporam os princípios ASG em sua análise de risco.

Ainda mostrando as iniciativas em andamento, a SITAWI, como representante no Brasil pela ABNT, apresentou o processo em curso na ISO (Organização Internacional de Normalização) para a criação de uma normatização internacional para títulos verdes. Por fim, a SITAWI e o Instituto Clima e Sociedade (iCS) apresentaram o projeto para criação do Fundo de Fomento a Estruturação e Avaliação de Títulos Verdes que estão desenvolvendo.